Quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela, dizendo: Ah! se tu conhecesses, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isso está encoberto aos teus olhos. Dias virão sobre ti em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te apertarão de todos os lados. Derrubar-te-ão, a ti e a teus filhos que dentro de ti estiverem. Não deixarão em ti pedra sobre pedra, porque não reconheceste o tempo da tua visitação.
- Lucas 19:41 a 44

Neste trecho do Evangelho de Lucas, nós vemos o Senhor Jesus chorando sobre a cidade de Jerusalém, que não tinha percebido o tempo da visitação do seu Rei, e conseqüentemente sofrerá os juízos de Deus.

Se voltarmos neste mesmo capítulo de Lucas, nós vemos que o Senhor Jesus tinha acabado de entrar na cidade montado num jumentinho (Lucas 19:29 a 40). Este ato foi o cumprimento de profecias do Antigo Testamento, em Salmo 118:

Este é o dia que o Senhor fez; regozijemo-nos e alegremo-nos nele. Ó Senhor, salva-nos; ó Senhor, concede-nos prosperidade. Bendito aquele que vem em nome do Senhor. Da casa do Senhor vos bendizemos. - Salmo 118:24 a 26

e do profecia de Zacarias:

Alegra-te muito, ó filha de Sião! Exulta, ó filha de Jerusalém! Vê! O teu rei virá a ti, justo e Salvador, humilde, montado em jumento, num jumentinho, filho de jumenta. - Zacarias 9:9

Vamos ler o relato deste dia no Evangelho de Mateus, capítulo 21 versículos 1 a 17:

Quando se aproximaram de Jerusalém e chegaram a Betfagé, ao monte das Oliveiras, enviou Jesus dois discípulos, dizendo-lhes: Ide à aldeia aí em frente, e logo encontrareis uma jumenta presa, e com ela um jumentinho. Desprendei-a e trazei-mos. Se alguém vos disser alguma coisa, dizei-lhe que o Senhor necessita deles, e imediatamente os enviará.
Ora, tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta: Dizei à filha de Sião: Olha, o teu Rei aí te vem, manso, e montado em jumento, num jumentinho, filho de animal de carga.
Os discípulos foram e fizeram como Jesus lhes ordenara. Trouxeram a jumenta e o jumentinho, e sobre eles puseram as suas vestes e Jesus assentou-se sobre elas. E grande multidão estendeu as suas vestes pelo caminho, e outros cortavam ramos de árvores e os espalhavam pelo caminho. As multidões que iam adiante, e as que seguiam, clamavam: Hosana ao Filho de Davi! Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas!
E, entrando ele em Jerusalém, toda a cidade se alvoroçou, e perguntavam: Quem é este? E as multidões responderam: Este é Jesus, o profeta de Nazaré da Galiléia.
Entrou Jesus no templo, e expulsou a todos os que aí vendiam e compravam, e derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas. E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração, mas vós a tendes convertido em covil de ladrões.
Vieram ter com ele no templo, cegos e coxos, e ele os curou. Vendo então os principais sacerdotes e os escribas as maravilhas que fazia, e as crianças clamando no templo: Hosana ao Filho de Davi, ficaram indignados. E perguntaram-lhe: Ouves o que estes dizem? Respondeu-lhes Jesus: Sim. Nunca lestes: Da boca de crianças e pequeninos tiraste perfeito louvor? E, deixando-os, saiu da cidade para Betânia, onde passou a noite.

Se compararmos Salmo 118:24 a 26 com este trecho de Mateus, podemos ver como a profecia se cumpria:

a. "Este é o dia que o Senhor fez" - versículo 24a

"Ora, tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta..." - versículo 4

Aquele dia foi um dia profética, um dia "que o Senhor fez", um "tempo de visitação" que tinha sido agendado no calendário dos Céus. Nas palavras do próprio Senhor Jesus, aquele dia foi, para a cidade de Jerusalém, "teu dia."

b. "regozijemo-nos e alegremo-nos nele." - versículo 24b

"E grande multidão estendeu as suas vestes pelo caminho, e outros cortavam ramos de árvores e os espalhavam pelo caminho." - versículo 8

Quando já chegava perto da descida do monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, regozijando-se, começou a dar louvores a Deus em alta voz, por todas as maravilhas que tinham visto - Lucas 19:37

O povo de Jerusalém celebrava a entrada do Seu Rei, o Messias.

c. "Senhor, salva-nos; ó Senhor, concede-nos prosperidade. Bendito aquele que vem em nome do Senhor. Bendito aquele que vem em nome do Senhor." - versículos 25 e 26a

"As multidões que iam adiante, e as que seguiam, clamavam: Hosana ao Filho de Davi! Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas!" - versículo 9

A palavra "hosana" no hebraico significa "salva-nos." O povo estava reconhecendo a entrada do Seu Rei, usando as próprias palavras do Salmo 118.



Mas houve mais um trecho desta profecia que não se cumpria: "Da casa do Senhor vos bendizemos" (versículo 26b).

Para que a profecia se cumprisse completamente, era necessário que aqueles que estavam na "casa do Senhor" - o templo - também recebeste o Seu Rei. Mas aqueles líderes do povo que tomavam conta da casa do Senhor, não O receberam:

"Vendo então os principais sacerdotes e os escribas as maravilhas que fazia, e as crianças clamando no templo: Hosana ao Filho de Davi, ficaram indignados." - versículo 15

O resultado desta atitude foi que o Rei saiu da cidade e o cumprimento da profecia foi abortado, cumprindo-se assim versículo 22 do mesmo Salmo:

A pedra que os edificadores rejeitaram tornou-se a pedra angular;

Jesus citou este versículo em Mateus 21:42 e 43:

Disse-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra que os edificadores rejeitaram, essa se tornou a pedra angular; o Senhor fez isto, e é maravilhoso aos nossos olhos? Portanto, eu vos digo que o reino de Deus vos será tirado, e será entregue a um povo que produza os seus frutos.

Em Mateus capítulo 23 o Senhor Jesus voltou a citar o Salmo 118, explicando que a cidade de Jerusalém não O verá até que se cumprisse esta profecia:

Jerusalém, Jerusalém! que matas os profetas e apedrejas os que te são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo das asas, e tu não quiseste! Agora a vossa casa vos ficará deserta. Pois eu vos digo que desde agora não me vereis mais, até que digais: Bendito aquele que vem em nome do Senhor. - Mateus 23:37 a 39

Nós não podemos repetir o mesmo erro e perder o nosso dia de visitação! Precisamos entender quando o Rei está chegando e abençoar-lo "da casa do Senhor." Muitos avivamentos têm sido abortados exatamente por causa desta falta de discernimento pelos líderes da Igreja de Cristo.

Mas por que os líderes espirituais dos Judeus não reconhecerem seu Rei?

Eu gostaria de propor quatro possibilidades que poderiam ter impedido a maioria dos fariseus, saduceus, escribas e sacerdotes de reconhecer o seu Messias:

a. Um espírito partidário

Jesus não fazia parte de sua denominação e por isso eles não o reconheceu. Eles imaginavam que o Messias seria do seu partido, que a visitação começará dentro da sua igreja!

b. A humildade do Rei

O Rei veio de uma forma "humilde, montado em jumento" - e o orgulho espiritual dos líderes os impediu de reconhecê-lo.

c. A confusão que acompanhava Sua entrada

O avivamento é sempre bagunçado! A alegria do povo ao receber seu Rei - e até os excessos da carne que podem resultar - sempre ofende o espírito religioso.

Quando já chegava perto da descida do monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, regozijando-se, começou a dar louvores a Deus em alta voz, por todas as maravilhas que tinham visto - Lucas 19:37

d. A imaturidade de muitos dos Seus seguidores

As crianças reconhecerem o Rei - e os líderes espirituais do povo ficaram escandalizados com isso!

Vendo então os principais sacerdotes e os escribas as maravilhas que fazia, e as crianças clamando no templo: Hosana ao Filho de Davi, ficaram indignados. E perguntaram-lhe: Ouves o que estes dizem? Respondeu-lhes Jesus: Sim. Nunca lestes: Da boca de crianças e pequeninos tiraste perfeito louvor? - versículos 15 a 16

Não podemos rejeitar um genuíno mover de Deus simplesmente por causa da imaturidade - natural ou espiritual - de alguns dos seus aderentes - ou até dos seus líderes. Precisamos ter olhos para poder ver o Rei no meio das crianças.

A minha oração é que nós reconheceremos e receberemos o Rei quando Ele vier em nossos dias!


Pr Paul David Cull
www.avivamentoja.com


Citações da Bíblia da Edição Contemporânea de Almeida da Editora Vida.
Agredecimentos ao Rick Joyner que tem ensinado sobre este assunto.
Quadro por Harry Anderson

Deixe seus comentários sobre esta matéria em nossa comunidade online.


Envie para um amigo      Última atualização desta página 28 de setembro de 2010, às 15h37