O Senhor Jesus mandou que seus discípulos esperassem "na cidade, até que do alto sejais revestidos de poder" (Lucas 24:49). A grande tarefa da evangelização mundial não poderia ser feita – nem mesmo por estes homens que tinham sido discipulados pelo próprio Senhor Jesus - sem a capacitação do Espírito Santo:

"Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra." - Atos 1:8

No dia de Pentecoste, depois de dez dias esperando pela "promessa do Pai", os cento e vinte seguidores de Jesus ficaram cheios do Espírito Santo. Além das manifestações sobrenaturais daquele dia - incluindo a manifestação do dom de línguas, permitindo que os discípulos proclamassem as obras de Deus nos idiomas natalícios dos visitantes estrangeiros que estavam na cidade - nós vemos também a transformação das vidas e dos ministérios daqueles que receberam o poder do Espírito Santo.

Pedro - que poucas semanas antes tinha negado diante de uma menina que ele conhecesse Jesus - agora pregou com unção e ousadia para uma multidão de pelo menos três mil pessoas. No seu discurso, Pedro explicou que essa promessa do Espírito Santo estava disponível para os seus ouvintes e seus filhos:

"Disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados. E recebereis o dom do Espírito Santo. A promessa diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe - a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar." - Atos 2:38-39

A promessa do batismo, do enchimento, do Espírito Santo foi predita por João Batista e confirmada pelo próprio Senhor Jesus:

"Eu vos batizo com água, para arrependimento. Mas após mim vem aquele que é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo." - Mateus 3:11
"E, certa ocasião, estando comendo com eles, ordenou-lhes: Não vos ausenteis de Jerusalém, mas esperai a promessa do Pai, a qual, disse ele, de mim ouvistes. Pois João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias." - Atos 1:4-5

Em Atos 2:38 Pedro explicou como nós podemos receber o batismo, a promessa, do Espírito Santo:

"Disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados. E recebereis o dom do Espírito Santo."

Aqui nós vemos três passos essenciais para que possamos receber a promessa:

a. "Arrependei-vos"

O arrependimento - uma mudança em nossa forma de pensar que traga uma mudança em nossa forma de viver - é o primeiro passo para que nos tornemos filhos adotados na família de Deus. O Senhor Jesus Cristo começou Seu ministério pregando o arrependimento:

"Depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho do reino de Deus, e dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos e crede no evangelho." - Marcos 1:14-15

Junto com o arrependimento - podemos dizer que há o outro lado da mesma moeda - é a necessidade de crer no Evangelho, na Boa Noticia sobre Jesus e Seu Reino:

"Mas a todos os que o receberam, àqueles que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus - filhos nascidos não do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus." - João 1:12-13

b. "E cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados"

O batismo nas águas é uma identificação pública com a morte e ressurreição do Senhor Jesus, uma confissão de nossa fé nele, e o "sepultamento" de nossa vida velha.

"Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados na sua morte? De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte, para que, como Cristo ressurgiu dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida." - Romanos 6:3-4

Em Atos 19 versículos 1 a 7 vemos que na cidade de Éfeso Paulo encontrou doze homens que tinham sido batizados no batismo de João Batista, mas que não conhecerem Jesus nem tinham recebido o Espírito Santo. Paulo mandou que estes fossem batizados nas águas no nome do Senhor Jesus e depois, através da imposição de suas mãos, eles receberem o batismo no Espírito Santo. Aqui nós vemos a importância do batismo nas águas como um pré-requisito para que possamos receber o batismo no Espírito Santo.

Mas o que acontece se nós não pudermos ser batizados nas águas? No caso de menores de idade, por exemplo, que precisariam da autorização dos seus pais, possivelmente não crentes, para serem batizados; ou no caso de membros de igrejas que ainda não os liberaram para serem batizados nas águas? Será que estes podem receber o batismo no Espírito Santo?

A resposta a esta pergunta é SIM! Estas pessoas poderiam receber o enchimento, o batismo do Espírito Santo. Mesmo que Deus tenha ordenado estes três passos - arrepender-se e crer, ser batizado, e receber o Espírito - Ele mesmo pode “pular” o segundo passo em algumas situações.

Nós temos um exemplo disso em Atos capítulo 10 quando Pedro foi persuadido pelo Espírito Santo a pregar na casa de Cornélio, o Romano. Nesta época, Pedro não entendia que os gentios - os não judeus - podiam ser salvos, e ele provavelmente não teria terminado a sua pregação com um apelo para salvação! Contudo, os seus ouvintes foram batizados no Espírito Santo enquanto Pedro pregava, e começaram a falar em línguas e profetizar. Vendo isso, e entendendo que o batismo no Espírito Santo foi uma confirmação de sua fé salvadora (Atos 11:17), Pedro mandou que estes fossem batizados nas águas.

Lendo Atos capítulo 9, versículos 17 e 18, podemos inferir que o Apóstolo Paulo talvez tenha recebido seu enchimento com o Espírito Santo antes de ser batizado nas águas.

c. "E recebereis o dom do Espírito Santo"

O terceiro passo é de receber o dom do Espírito Santo. A palavra "receber" é um verbo, é algo que nós precisamos fazer. Falaremos mais sobre como receber o Espírito Santo no próximo estudo, mas primeiro precisamos voltar ao assunto da necessidade do batismo nas águas, como uma proclamação pública de nossa fé no Senhor Jesus Cristo.

O Novo Testamento mostra que quando alguém recebe o batismo, ou enchimento, do Espírito Santo, há alguma evidência externa de que tal coisa aconteceu. Em alguns trechos nós vemos que a evidência do batismo no Espírito Santo foi a manifestação dos dons de línguas ou de profecia, em outros casos a Bíblia não especifica exatamente qual foi a evidência.


Pr Paul David Cull
www.avivamentoja.com


Adaptada da apostila do seminário Despertem os Guerreiros.

Deixe seus comentários sobre esta matéria em nossa comunidade online.


Envie para um amigo      Última atualização desta página 28 de setembro de 2010, às 08h37