­

Quando Caírem as Torres

Torres Gêmeas WTC...no dia da grande matança, quando caírem as torres. – Isaías 30:25

Hoje o mundo inteiro recebeu a notícia sobre a morte de Osama Bin Laden, o homem que foi responsabilizado pelas atentadas terroristas em Nova Iorque e ao Pentágono, no dia 11 de setembro de 2001.

Mesmo se concordamos, ou não, com as políticas externas dos Estados Unidos, e com seu envolvimento nas guerras de Iraque e Afeganistão, precisamos reconhecer que o mundo em qual nós vivemos mudou radicalmente a partir daquele dia, quando as duas torres do World Trade Center caíram, matando quase três mil pessoas.

Desde então, temos visto ataques terroristas ao redor do planeta, o crescimento do islamismo radical e a entrada da palavra "jihad" na linguagem popular, as guerras em Iraque e Afeganistão, e uma crise econômica mundial, que ainda está longe de ser resolvida. Até a própria terra parece estar se convulsando, provocando grandes desastres como o tsunami que atingiu o sul da Ásia em 2004, e os terremotos em Chile, Haiti, Turquia, China e Nova Zelândia, e mais recentemente, o tsunami e terremoto na Japão, levando à falha de uma usina nuclear e a real possibilidade de um desastre radiológico. Os próprios Estados Unidos foram atingidos pelo furacão Katrina em 2005 e os tornados que têm acabado de devastar onze estados no sul daquele país.

Será que o dia de 11 de setembro de 2001 foi, de fato, uma data significativa na história deste mundo, e nos eventos que terminarão com a volta do Senhor Jesus?

Em capitulo 30 do livro do profeta Isaías, versículos 25 e 26, lemos:

Haverá em todo o monte alto, e em todo o outeiro elevado ribeiros e correntes de águas, no dia da grande matança, quando caírem as torres. A luz da lua será como a luz do sol, e a do sol sete vezes maior, como a luz de sete dias, no dia em que o Senhor ligar a quebradura do seu povo, e curar a chaga da sua ferida.
 

Eu creio que esta profecia teve um significado pelo povo de Israel naquela época, num tempo marcado pela “grande matança, quando caíram as torres”. Mas pergunto se, também, há a possibilidade desta profecia ter um significado escatológico, mais diretamente ligado à segunda vinda do Senhor Jesus? E neste caso, será possível que a queda das torres-gêmeas de Nova Iorque, um acontecimento que ficou bem-conhecido no mundo inteiro, fosse de fato um sinal sobre os dias proféticos em quais vivemos?

O trecho do livro Isaías promete também "ribeiros e correntes de água" – um símbolo que o próprio profeta Isaias utilizou para significar o derramar do Espírito de Deus1, e um dia quando "o Senhor ligará a quebradura do seu povo, e curará a chaga da sua ferida". Será que nestes dias, marcados pela crise, pelo desastre, pela morte e a destruição numa escala que não imaginávamos mesmo há poucas décadas atrás, que possamos esperar também por um grande mover do Espírito Santo de Deus, o maior avivamento de todos os tempos para preceder a volta do Senhor Jesus?

Eu, particularmente, creio que há de acontecer um grande avivamento, de dimensões internacionais, antes de esta época ser encerrada. Paulo profetizou que o Senhor Jesus voltará para uma noiva – uma Igreja – "gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível"2, o Apóstolo João viu "uma grande multidão, que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, que estavam em pé diante do trono e perante o Cordeiro"3, e o próprio Senhor Jesus disse que "este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações" antes que "virá o fim"4.

Hoje, mais que nunca, a Igreja do Senhor Jesus Cristo precisa enxergar os dias em quais ela vive, a volta prometida do Senhor Jesus, e a multidão de almas a serem ganhas por Ele neste avivamento que está prestes a explodir ao redor do planeta.

O Espírito e a noiva dizem: Vem. Quem ouve, diga: Vem. Quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida. – Apocalipse 22:17


Pr Paul David Cull
www.avivamentoja.com

1 Isaías 44:3
2 Efésios 5:27
3 Apocalipse 7:9
4 Mateus 24:14

Citações da Bíblia da Edição Contemporânea de Almeida da Editora Vida.

Escrito por : Administrador

­