­

Não Corte Seu Cabelo!

corte de cabeloCerto homem de Zorá, chamado Manoá, do clã da tribo de Dã, tinha mulher estéril. Certo dia o Anjo do SENHOR apareceu a ela e lhe disse: "Você é estéril, não tem filhos, mas engravidará e dará à luz um filho. Todavia, tenha cuidado, não beba vinho nem outra bebida fermentada, e não coma nada impuro; e não se passará navalha na cabeça do filho que você vai ter, porque o menino será nazireu, consagrado a Deus desde o nascimento; ele iniciará a libertação de Israel das mãos dos filisteus". - Juízes 12:2 a 5 NVI

Quando Dalila viu que Sansão lhe tinha contado todo o segredo, enviou esta mensagem aos líderes dos filisteus: "Subam mais esta vez, pois ele me contou todo o segredo". Os líderes dos filisteus voltaram a ela levando a prata. Fazendo-o dormir no seu colo, ela chamou um homem para cortar as sete tranças do cabelo dele, e assim começou a subjugá-lo. E a sua força o deixou.

Então ela chamou: "Sansão, os filisteus o estão atacando!" Ele acordou do sono e pensou: "Sairei como antes e me livrarei". Mas não sabia que o SENHOR o tinha deixado. Os filisteus o prenderam, furaram os seus olhos e o levaram para Gaza. Prenderam-no com algemas de bronze, e o puseram a girar um moinho na prisão. - Juízes 16:18 a 21 NVI

A história de Sansão é um dos relatos mais tristes no Antigo Testamento da Bíblia. Nascido de uma mulher estéril, ele tinha o chamado de ser um libertador do povo de Deus, e por esta causa, foi capacitado com poder sobrenatural para realizar a sua missão.

Com a unção de Deus sobre sua vida, Sansão foi capaz de acabar com todas as plantações dos filisteus sozinho1, arrancar os portões de uma cidade - junto com seus batentes - e deixá-los no topo de um morro2, e matar mil homens, usando como arma apenas a queixada de um jumento3.

Mas a unção sempre tem seu preço. No caso de Sansão o preço foi o cumprimento do voto do Nazareu. Encontramos este voto em Números capítulo 6, onde vemos que as suas condições incluem: não beber bebidas fermentadas (versículo 3), não aproximar-se de um cadáver (versículo 6), e não cortar seu cabelo (versículo 5). E foi neste último ponto do seu voto, seu compromisso para com Deus, que Sansão vacilou e acabou perdendo tudo: sua unção, seu ministério, e, finalmente, sua própria vida.

Podemos entender a restrição sobre o vinho e as outras bebidas fortes - mesmo levado ao extremo de proibir até "nada que venha da videira" (versículo 4), porque, como Paulo escreveu em Efésios 5:18, a embriagues "leva à libertinagem". Também, a proibição de tocar em defunto faz sentido, tanto do ponto de vista da higiene como o significado espiritual de evitar todas as “obras mortas” do pecado4. Mesmo que Sansão deixava muitos cadáveres pelo caminho, pelo menos estes ainda estavam vivos quando ele os tocou!

Mas por que Sansão não pude cortar seu cabelo? O Apóstolo Paulo escreveu que "é uma desonra para o homem ter cabelo comprido"5, e podemos imaginar como Sansão deveria ter sofrido por causa da sua aparência física. Na Lei do Antigo Testamento, os homens não poderiam aparecer como as mulheres6, e é provável que, naquela cultura, Sansão teria sido desprezado, excluído, e ridicularizado, talvez sendo chamado de "afeminado" por causa do seu cabelo cumprido.

Já cansei de ver livros de historinhas Bíblicas para crianças que mostram Sansão com um corpo musculoso, como se ele treinasse todos os dias na academia e ainda usasse anabolizantes! A Bíblia deixa claro que os filisteus não entenderam a fonte da sua incrível força, e demoraram a chegar ao segredo que seus cabelos compridos tiverem algo a ver com isso. É óbvio, então, que a sua aparência física desmentia o grande poder que ele possuía. Mas foi a sua aparente fraqueza que era, de fato, o motivo de sua força super-humana.

O grande Apóstolo Paulo foi mais um exemplo de um homem de aparência fraca e humilde que foi cheio do poder do Espírito Santo. Seus adversários, comentando sobre as suas epístolas que hoje compõem as Escrituras Sagradas da Bíblia, dizerem que "as cartas dele são duras e fortes, mas ele pessoalmente não impressiona, e a sua palavra é desprezível"7.

No início da sua primeira carta à igreja que ele mesmo tinha implantado em Corinto, Paulo lembrou que "foi com fraqueza, temor e com muito tremor que estive entre vocês", acrescentando que "minha mensagem e minha pregação não consistiram de palavras persuasivas de sabedoria, mas consistiram de demonstração do poder do Espírito"8. Ele entendeu que a sua fraqueza era, de fato, o segredo do seu poder.

Lendo as cartas de Paulo, entendemos que a igreja em Corinto tinha sido enganada pelo poder, pela eloqüência e pelas aparências de espiritualidade. O Apóstolo fez uma comparação entre seu estado atual e o da igreja:

Nós somos loucos por causa de Cristo, mas vocês são sensatos em Cristo!
Nós somos fracos, mas vocês são fortes
Vocês são respeitados, mas nós somos desprezados!
- 1 Coríntios 4:10
 

Em seguida Paulo expressou o seu desejo que a igreja voltasse a ser como ele: "Portanto, suplico-lhes que sejam meus imitadores" (versículo 16), prometendo enviar Timóteo para "lhes trará à lembrança a minha maneira de viver em Cristo Jesus" (versículo 17), antes de lembrar a igreja que "o Reino de Deus não consiste de palavras, mas de poder" (versículo 20).

Voltando ao exemplo de Sansão, podemos dizer que a igreja em Corinto tinha cortado seu cabelo, tornando-se rica, orgulhosa, e poderosa (versículo 8) - mas vazia da presença e do poder de Deus. Como a igreja de Laodicéia, ela se dizia "Estou rica, adquiri riquezas e não preciso de nada", mas não reconhecia que estava, de fato, "miserável, digno de compaixão, pobre, cega, e nua"9. Paulo entendia que a igreja estava correndo um grande perigo, e ele fazia de tudo para despertá-la, para que ela reconhecesse a sua verdadeira condição espiritual.

Na sua segunda carta à igreja de Corinto, ele voltou a alertá-lá sobre este perigo: "Mas temo que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos entendimentos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo"10.

Quando abandonarmos a simplicidade de Cristo, a loucura da pregação, e o desprezo dos homens carnais, corremos o grande risco de perder a presença de Deus. Uma igreja rica, respeitada e influente, é, quase sempre, uma igreja apostata, desviada do verdadeiro Evangelho. Nas palavras do próprio Senhor Jesus: "Aí de vocês, quando todos falarem bem de vocês, pois assim os antepassados trataram os falsos profetas"11.

Como Igreja do Senhor Jesus precisamos voltar a ser fracos diante dos olhos humanos para que possamos possuir novamente a unção sobrenatural do Espírito Santo de Deus.

Ó Sansão, não corte seu cabelo!


Pr Paul David Cull
www.avivamentoja.com


1 Juízes 15:3 a 5
2 Juízes 16:3

3 Juízes 15:15 a 17
4 Hebreus 6:1
5 1 Coríntios 11:14
6 Deuteronômio 22:5
7 2 Coríntios 10:10
8 1 Coríntios 2:3 e 4
9 Apocalipse 3:17
10 2 Coríntios 11:3
11 Lucas 6:26

Citações da Bíblia da Edição Contemporânea de Almeida da Editora Vida.

Escrito por : Administrador

­